O Som, um dos mais importantes sentidos do homem juntamente com a visão, tão importante que quando uma pessoa perde a visão ,ele é o guia para a orientação, nosso planeta é rico em todos tipos de Sons, agradáveis e perturbadores, todos identificáveis, porém existe alguns que desafiam a compreensão humana, onde cientistas, especialistas não conseguem identificar nem saber a sua origem.

O universo é cheio dos mais estranhos sons ,todos a maioria das vezes explicados, porém outros são tão estranhos  que de uma forma fica impossível desvendá-los.  Vamos começar a nossa viagem pelo mundo de Sons não explicados, na Terra e no Sistema Solar.

A algum tempo Sons estranhos são ouvidos em várias partes dos planetas, como estivessem vindos do céu, os mais religiosos dizem ser o som do fim dos tempos, cientistas tentam uma explicação lógica, sons provenientes da atmosfera, outros das profundezas abissais dos nossos oceanos.

Alguns sons proveniente do fundo mar são verdadeiramente assustadores, alguns dirão ser de baleias, golfinhos, de criaturas monstruosas ou mesmo alienígenas, mas ouça alguns e tire suas conclusões.

Esse som impressionante captado, que seria uma comunicação de algo ou alguém, imaginação?

 

Em agosto de 1977, um estranho sinal vindo da constelação de Sagitário chegou às antenas do radiotelescópio Big Ear, da Universidade de Ohio. Batizado de Wow, o sinal permanece sem explicação até os dias de hoje. Vinte anos depois, outro sinal, dessa vez vindo das profundezas do oceano , também chamou a atenção dos pesquisadores. O evento nunca mais se repetiu e também permanece um mistério sem solução.

 

BLOOP – Foi registrado uma única vez, em 1997, pela NOAA, mas fascinou pelo seu alcance gigantesco: mais de 5 km! Muitos acharam que era um monstro marinho. Entretanto, pesquisadores garantiram que nenhum animal poderia produzir um som tão intenso. Hoje, supõe-se que foi um “icequake” (uma rachadura gigante num iceberg) que aconteceu na Antártida.  Será ?????

 

“SLOW DOWN” – Foi registrado ,pela primeira vez em 19 de maio de 1997. Com uma curva acústica ascendente, o som ainda pode ser ouvido várias vezes por ano. Foi detectado cerca de 2.000 quilômetros a oeste do Peru, mas sua origem real é muito mais ao sul, com possível origem na Antártida. Seu perfil sonoro básico corresponde ao som de objetos em enorme atrito, como icebergs partindo de alguma geleira, ou um movimento brusco glacial. Estas parecem ser as explicações mais prováveis , mas o NOAA ainda não foi capaz de identificar todas as fontes específicas para este ruído, assim o mistério permanece.

 

 

 

UPSWEEP -Este som foi detectado quando o Pacific Marine Environmental Laboratory, PMEL, começou os registros em 1991. O áudio consiste em um longo trem de pulsos de banda estreita e varredura crescente, com diversos segundos de duração. Da mesma maneira que os sons anteriores, a fonte emissora é bastante intensa e o sinal foi registrado em todo o Pacífico. Aparentemente é um som sazonal, com picos durante o outono e primavera.

JULIA – O som foi gravado em 1 de março de 1999 às 22h18 UTC abaixo das coordenadas 15S e 98W. A fonte do som é desconhecida, mas foi forte o bastante para ser captado por todos os sensores da Matriz de Hidrofones do Pacífico Equatorial. A duração é de aproximadamente 15 segundos, com frequência compreendida entre 0 e 50 Hertz. Da mesma forma que o som Bloop, foi acelerado 16 vezes para ser apresentado, vocês ouvirão  no meio do áudio o som.

 

 

 

TRAIN – Esse espectrograma foi registrado em 5 de março de 1997 e mostra um som que também cresce em frequência, mas com variação bem menos acentuada que os outros registros. Frequência entre 0 e 50 Hertz o áudio foi acelerado 16 vezes.

Sons oceânicos continuam a ser detectados em todos oceanos, e em grandes profundidades, os cientistas fórmulam hipóteses sem chegarem a uma conclusão precisa, já os entusiastas da teoria da conspiração dizem serem bases alienígenas.  Resumindo ninguém sabe ao certo a origem, deixo a todos ,esses sons  e cada um imagine e viagem nesse mundo fantástico e misterioso.

Aguardem a parte 2, onde viajaremos pelo Sistema Solar ,onde ouvirão os mais estranhos sons  capitados , até breve…………………..!