A muitos anos , bem antes da segunda guerra mundial , tem se especulado da existência de bases militares ou extraterrestres profundas e escondidas na antartida. Há pouco mais de cem anos, dois grupos de exploradores partiram em uma expedição com um objetivo comum: serem os primeiros a alcançar o Pólo Sul na história da humanidade. Roald Amundsen, da Noruega, liderou o grupo que chegou primeiro, em 14 de dezembro de 1911, abrindo os olhos da comunidade científica para os mistérios da Antártida.
Muitos desses segredos, no entanto, continuam ocultos mesmo depois de um século de pesquisas. O continente gelado influencia o resto do mundo muito mais do que pensávamos, motivo pelo qual os cientistas encaram a compreensão da Antártida como um grande desafio.

O Google Earth é uma excelente ferramenta de pesquisa e de exploração, para todos os tipos de pessoas com curiosidade de buscar e desvendar os mistérios através de fotos de satélites disponíveis, porém essa forma de pesquisa seria excelente se não houvesse censura, onde fotos são adulteradas, removidas, porém algumas passam despercebidas e são exposta na internet. Entradas ou buracos recentemente foram descobertos  onde a teoria da conspiração nos remete para os mais obscuros temores da humanidade, 0 medo inconsciente de sermos invadidos e escravizados por algo ou alguém, onde seres mais desenvolvidos tecnologicamente preparam uma invasão global, desmoronando toda a nossa tecnologia e evolução, fazendo descobrir que estamos apenas engatinhado na evolução planetária, com toda a nossa tecnologia bélica seriamos facilmente anulados e dominados. A muito se desconfia da existência de bases na Antártida, alguns relatam que os nazistas conseguiram se apossar de tecnologia alienigena e se instalarem em bases profundas na Antártica.

IMG_3202.JPG

Buracos Misteriosos 

Se você quiser conferir as aberturas, utilize as coordenadas 66 33′ 11.58″S 99 50′ 17.86″E e 66 36′ 12.58″S 99 43′ 12.72″E no Google Maps ou Earth. Ao analisarmos as imagens com atenção, temos a sensação de que as entradas parcialmente cobertas pela neve se abrem nas rochas e levam até o subsolo. Estima-se que uma das entradas tenha 90 metros de comprimento por 30 metros de altura, enquanto a outra parece estar coberta por uma cúpula metálica, o que aumenta a suspeita de que o buraco teria sido artificialmente construído, o perturbador é que em 2006 nessa mesma região não existia nenhum buraco,  cientistas sugerem que elas apareceram devido o degelo das calotas polares.

Essas observações nos levam inevitavelmente a perguntas como: se as entradas forem realmente artificiais, quem as construiu? Será que elas são recentes ou será que são resquícios de uma época em que o continente ainda não era coberto de gelo?

Nazistas na Antártida

img_3211

Durante a segunda guerra mundial uma intensa movimentacao de aviões, submarinos e navios alemães foram detectamos pelo serviços e espionagem de diversos países aliados, segundo se falava na época Hitler  procurava artefatos de origem extraterrestres que ajudasse na conquista da guerra e se implantasse definitivamente o terceiro Reich, era uma obsessão do fuher. Numerosas operações secretas que ocorreram durante a era nazista, e uma das mais memoráveis é a de Neuschwabenland e sua base enigmática 211 localizada dentro da Antarctica. Neuschwabenland ou Nova Suábia , está localizada no continente antártico entre 20 ° E e 10 ° W em Queen Maud Land. Esta terra distante foi explorada em grande detalhe pela expedição alemã em uma área onde segundo a ciência, tudo está congelado. De acordo com os geólogos que participaram da expedição alemã, as áreas onde a vegetação estavam presentes eram devidos a fontes termais ou outras fontes geotérmicas.

Uma das citações mais interessantes sobre Neuschwabenland e Antarctida vem do alemão do Almirante Karl Dönitz, que disse que: A frota de submarino alemão se orgulha de ter construído para o Führer em outra parte do mundo um Shangri-La em terra, uma inexpugnável fortaleza. Por meio século, rumores sobre expedição secreta nazista e uma base secreta chamada ‘Station 211’ tem existido entre os escritores e pesquisadores. Mas os nazistas estavam equipados para realizar tais missões fascinantes? A citação acima mencionada do Grande Almirante Karl Dönitz é verdade? De acordo com uma série de rumores, a ‘Station 211’, existiu de fato. No entanto, hoje muitas pessoas dispensam a existência de bases secretas na Antártica sugerindo que não há nenhuma evidência para apoiar tais alegações. Como sempre, afirmações extraordinárias exigem provas extraordinárias. Os fatos são que para rastrear uma vez que existe uma quantidade espantosa de histórias e testemunhas que afirmam que os nazistas haviam criado um Shangri-La em terra, uma fortaleza em Neuschwabenland. Muitos autores propõem que, em 1946-1947 Almirante Byrd, um dos mais famosos exploradores polares americanos procurou as tais bases secretas nazistas.

Neuschwabenland

img_3209

Em 19 de janeiro de 1939, o navio Schwabenland chegou nos mares da Antártida

Para a exploração do território, os alemães utilizaram dois hidroaviões pesados, o “Boreas” e o “Passat”, os quais eram lançados através de catapultas a vapor, diretamente do convés do “Schwabenland”. Eles sobrevoaram uma região de cerca de 600.000 km², documentaram os voos de reconhecimento com quase 11.000 fotos e jogaram bóias sinalizadoras com bandeiras do Império alemão, consolidando assim a posse do território. Este método era aceito internacionalmente naquela época. Todo o território recebeu o nome de “Neuschwabenland” e as paisagens descobertas receberam também nomes alemães, como por exemplo, a região livre de gelo onde até existe um pouco de vegetação – a Schirmacher-Seegruppe, e também as montanhas Mühlig-Hoffmann, com mais de 3.000 m de altura.

Operação HighJump

img_3213

A operação Highjump incluiu um escalonamento de 13 navios, um porta-aviões, um submarino, dois destróieres e um total de 4.700 homens com roupas de batalha. No entanto, muitas pessoas acreditam que a Operação Highjump foi tudo menos uma missão de treinamento. Operação Highjump curiosamente terminou seis meses antes do esperado. Um trecho de 19 de fevereiro de 1947, descreve a chegada do Almirante Byrd sobre o pólo em 1000 horas: ”Estamos atravessando a pequena serra antes de prosseguir para o norte da melhor forma, além da faixa de montanha há o que parece ser um vale com um pequeno rio ou riacho que atravessa a parte central. Algo está definitivamente errado e anormal aqui! Devíamos ver Gelo e Neve! Para a bombordo são grandes florestas que crescem nas encostas das montanhas. Nossos instrumentos de navegação ainda estão girando; o giroscópio está oscilando para trás e para a frente!”
Teorias conspiratórias que cercam Byrd, e a Station 211 entre outras descobertas misteriosas feitas pelo Almirante Byrd -como a existência de pessoas de pele azul são infinitas . Curiosamente, muitas pessoas acreditam que o Almirante Byrd fez uma série de comentários crípticos, enquanto ele foi entrevistado pelo News Service Internacional correspondente de Lee Van Atta a bordo do USS Mount Olympus. O artigo foi publicado em 05 de março de 1947 , edição do jornal chileno “El Mercurio ‘: “Adm. Byrd declarou hoje que era imperativo para o Estados Unidos para iniciar imediatas medidas de defesa contra regiões hostis. O almirante afirmou ainda que ele não queria assustar ninguém, mas que era uma amarga realidade que no caso de uma nova guerra dos Estados Unidos ser atacado por objetos voadores que podiam voar de pólo a pólo a velocidades incríveis. Almirante Byrd repetiu os pontos de vista acima, resultantes de seu conhecimento pessoal reunidos tanto nos pólos norte e sul, antes de uma conferência de imprensa realizada para Serviço Internacional de Notícias “

Buzz Aldrin

img_3215

Recentemente o astronauta Buzz Aldrin segundo homem a pisar na Lua, em uma suposta expedição turística a Antártida , passou mal e teve ser retirado de lá às pressas.

Buzz Aldrin enviou um sinistro alerta no Twitter após se recuperar, alegando que “estamos todos em perigo. É o próprio mal”, acompanhada de uma foto de uma pirâmide no Pólo Sul. A mensagem no Twitter foi publicada dias após o astronauta estadunidense ter ficado misteriosamente doente na Antártica e sido evacuado para a segurança na Nova Zelândia, para tratamento médico de emergência.

O estranho se realmente essa declaração for verídica, a humanidade tem saber a verdade do que esta ocorrendo, partindo de uma das personalidades mundiais de grande credibilidade, o que nos aguarda???????

img_3216