O que está ocorrendo no Planeta Terra? Estaríamos sofrendo influência de algo? Tem- se observado nas últimas décadas grandes mudanças climáticas, por exemplo, o aumento  de ocorrências de terremotos, vulcões voltando a atividade após milhares de anos inativos. Recentemente o deslocamento de um iceberg, e a impressionante ocorrência de três furacões ativos ao mesmo tempo em linha em direção dos EUA e Caribe, como ocorreu em setembro de 2017, O que estaria influenciando essas atividades naturais serem mais frequentes e de forma tão violenta? Seria ocorrências naturais em função da atividade do Planeta ou algo externo seria o responsável? A resposta divide os especialistas é cientistas.

Alguns  especialistas em climatologia dizem que estamos sofrendo essas catastófres  mais rotineiramente devido ao aquecimento Global, as águas dos oceanos estão aquecendo, favorecendo a formação de furacões,  verdadeiros monstros devastadores, a maioria chegando ao grau máximo, todos atingindo grau  5, conforme a escala de Furacões de Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5,  com ventos passando muitas vezes os  300 quilômetros por hora, e com 700 quilômetros de tamanho, nada sobrevive no seu caminho.

Furacao Irma Setembro de 2017

IMG_4712
Devastou a América do Norte e Caribe Setembro 2017.
IMG_4713
Três Furacões em linha, situação raríssima, poucas vezes vista.
IMG_4656
Iceberg se desprendendo do tamanho do Distrito Federal.

Um iceberg de um trilhão de toneladas, um dos maiores já registrados, se desprendeu de uma plataforma de gelo gigantesca na Antártica, anunciaram os cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido.
Em um comunicado, os especialistas em estudos antárticos da universidade indicaram que o desprendimento ocorreu entre 10 e 12 de julho 2017, quando o iceberg — de 5.800 quilômetros quadradados — se separou da plataforma Larsen C do continente branco.
“Ele pode permanecer inteiro, mas é mais provável que se quebre em fragmentos. Parte do gelo pode permanecer na área por décadas, enquanto outras partes podem seguir para o norte, para águas mais quentes”, disse Adrian Luckman, professor da Universidade de Swansea e principal pesquisador do projeto MIDAS, que vem monitorando a plataforma de gelo há vários anos.
Os blocos de gelo que partirem rumo ao oceano podem derreter, o que contribuiria para elevar o nível do mar. A presença do gelo solto no oceano também aumenta risco para navios. Apesar de a região estar longe de grandes rotas comerciais, ela faz parte do roteiro de cruzeiros que visitam a região a partir da América do Sul.

Terremotos , tsunamis, vulcões em erupção, deformações na superfície da Terra são sinais de que o interior do planeta se movimenta. Esses são fatos que provam que a todo momento, ela está em constante atividade.

IMG_4660

As placas tectônicas são grandes blocos que fazem parte da camada sólida externa do planeta Terra, responsável por sustentar os oceanos e continentes. Quando o magma da Terra se movimenta em seu interior, as placas principais empurram as outras, que alteram alguns milímetros e modificam em partes alguns cenários da Terra. Elas estão localizadas na camada da Terra chamada de litosfera. Quando há o encontro dessas placas, uma enorme quantidade de energia fica acumulada nas rochas, tendo um poder semelhante à bombas atômicas. Quando essas cargas são liberadas, ocorrem os terremotos. Já nos oceanos, podem ocasionar no surgimento de vulcões, por exemplo na superfície da Terra são sinais de que o interior do planeta se modificam. Esses são fatos que provam que a todo momento o interior do Planeta está vivo e saudável.

IMG_4663

O Sol está sofrendo também grandes mudanças na sua atividade, cientistas estão preocupados  com a influência que o Planeta Terra sofrerá, A Nasa divulgou, a imagem de um grande buraco coronal, região mais escura e de baixa densidade no Sol.
A imagem foi obtida por um instrumento do Observatório de Dinâmica Solar da Nasa. Segundo a agência espacial americana, o fenômeno foi responsável por uma corrente de vento solar de grande velocidade, que levou a uma tempestade solar próxima da Terra e resultou em várias noites de aurora boreal, essas tempestades solares são extremamente prejudiciais, dependendo da sua intensidade poderá levar a humanidade para era medieval, acabando com toda tecnologia existente, satélites, sistemas de GPS, computadores, e o pior de todos, extinguir com toda a energia elétrica da Terra, destruindo os transformadores e linhas de transmissões de eletricidade, fazendo a humanidade recuar centenas de anos de evolução tecnológica, especialistas em energia elétrica afirmam que levaríamos décadas para reconstruirmos esses sistemas vitais, pois a nossa vida atual a humanidade depende em quase 100% da energia elétrica para sobreviver, imagine uma vida sem a eletricidade, o caos imperaria, em todas as áreas, um mês sem a energia elétrica o mundo entraria em colapso.

O vídeo acima mostra erupções Solares de grande magnitude, o Sol é 1 300.000 vezes maior que a Terra, a  foto abaixo dará uma ideia dessa proporção.

IMG_4685

Agora imagine uma erupção Solar como mostrado pelo vídeo da Nasa.

Erupções solares são explosões na superfície do Sol causadas por mudanças repentinas no seu campo magnético. A atividade na superfície solar pode causar altos níveis de radiação no espaço sideral. Esta radiação pode vir como partículas (plasma) ou radiação eletromagnética (luz). O Sol libera porções de energia eletromagnética quando uma gigantesca quantidade de energia armazenada em campos magnéticos, acima das manchas solares, explode, produzindo um forte pulso de radiação que abrange espectro eletromagnético, desde as ondas de rádio até os raios X e raios gama.

Os gases emergem da superfície e são lançados na coroa solar, onde atingem temperaturas de mais de 1,5 milhão de graus Celsius, formando arcos[desambiguação necessária] chamados anéis coronais, enormes bolhas de gases ionizados com até 10 bilhões (10 mil milhões na escala curta) de toneladas. Depois, esfriam e voltam a se chocar com o Sol a uma velocidade próxima a 100 quilômetros por segundo.

As ejeções de massa coronal, que são partículas de altas energias, lançadas no espaço interplanetário podem transportar 10 bilhões (10 mil milhões na escala curta) de toneladas de gás eletrizado e superam a velocidades de um milhão de quilômetros por hora. Quando atingem a Terra, a magnetosfera do planeta desvia a maior parte da radiação, mas uma parte pode chegar à atmosfera superior, causando as tempestades geomagnéticas.

 

Recentemente a Nasa registrou uma atividade estranha que deixou os cientistas atônitos, o vídeo acima foi registrado pelo Soho, onde uma gigantesca explosão sem precedentes, expulsando trilhões de partículas, o que ocorre é que essa fase o sol era para estar sem muita atividade, o que sugere que algo está influenciando  essas atividades solares com tamanha magnitude.

Mais alertas nas redes sociais, internet, algo está vindo em direção ao Sistema Solar, perturbações em vários planetas do nosso sistema solar, anomalias, a Nasa vem acompanhando. Muito vem sendo publicado nas redes sociais e na internet, por teóricos da conspiração que um corpo errante se aproxima do Sistema Solar, que segundo eles, todas as perturbações nos planetas são acusados pela sua aproximação   esse Planeta tem muitos nomes: Nibiru, Hercolubus, Marduk entre outros inúmeros nomes é um astro do nosso sistema solar!
De tempos em tempos Nibiru passa por nosso sistema solar, completando sua orbita elíptica entre duas estrelas a cada 3600 anos, causando uma completa mudança nas orbitas dos planetas e marcando o começo de uma nova era.

Muitos entusiastas procuram uma filmagem da aproximação desse corpo celeste, para provar que ele existe e que o mundo precisa ser alertado, recentemente foi filmado abordo de um avião no Brasil através de um celular, a filmagem feita por um passageiro, não se sabe da veracidade dessas images, Veja o vídeo abaixo e tire suas conclusões.