O universo é um vácuo silencioso, mas não quer dizer que não possamos ouvir sons provenientes de suas Luas e Planetas. O som dos planetas não viaja pelo espaço através da vibração das moléculas do ar, e sim por meio de ondas eletromagnéticas que pulsam nas mesmas frequências audíveis pelos seres humanos — de vinte a 20 mil vezes por segundo. É como se cada corpo celeste fosse uma enorme emissora de rádio.

Ora, se cada corpo celeste é uma grande emissora de rádio, basta usar grandes antenas para captar essa transmissão e transformá-la em música para os ouvidos. Por incrível que possa parecer, a NASA descobriu que os inúmeros corpos celestes que compõem o universo como o conhecemos realmente emitem sons.

 

 

Porém alguns sons ocorrem sem uma explicação lógica, três astronautas da missão Apolo 10 ouviram estranhos sons durante cerca de uma hora enquanto estavam no lado oculto da Lua, região fora de contato por rádio com a Terra, revela a Nasa, agência espacial americana, após mais de 40 anos do acontecido.

A  missão Apollo 10 aconteceu em maio de 1969, tripulada pelos astronautas Eugene Cernan, Tom Stafford e John Young, e precedeu em dois meses a missão Apollo 11, em que pela primeira vez o homem pousou na Lua.

Os astronautas se mostraram muito surpresos com o que ouviram e discutiram entre si se deveriam ou não relatar o incidente. A transcrição da conversa, que anteriormente era classificada como confidencial, mostra o seguinte diálogo entre os tripulantes:

“Parece com, você sabe, música do tipo espacial”

“Você ouviu isso? Aquele som de assobio? Wuuuuuuuuuu!”

“Bem, isso com certeza é uma música estranha!”

“É inacreditável! Sabe?”

“Devemos dizer a eles sobre isso?”

“Eu não sei. Devemos pensar sobre isso”.

Em 2004, um estranho sinal foi captado pela sonda Cassini da NASA, quando ela se aproximava do planeta Saturno.

Video do canal SimonRio.

UM ASTRONAUTA CHINÊS DEU UM DEPOIMENTO INTRIGANTE A RESPEITO DE UMA DE SUAS VIAGENS ESPACIAIS.

6CD8AD3C-8016-4BFF-AA17-4D7DD1E2EF15

Em entrevista recente à China Central Television, Yang Liwei, a primeira pessoa de seu país a ir para o espaço, disse que ouviu sons estranhos enquanto estava a bordo da nave Shezhou 5. “Uma situação não-casual que encontrei no espaço foi uma batida que aparecia de tempo em tempo”, declarou.

De acordo com ele, o ruído não vinha de dentro nem de fora da nave, mas soava como se alguém estivesse batendo em um balde de ferro com um martelo de madeira. Liwei conta que ficou muito nervoso com o barulho. Ele afirma que olhou pela escotilha, mas não conseguiu identificar sua origem. O fato teria acontecido em 2003, ano em que Liwei se tornou o primeiro astronauta chinês (ou “taikonauta”, como são chamados no país). Curiosamente o som também teria sido ouvido por astronautas que participaram de missões nas naves Shenzhou 6 e 7 em 2005 e 2008.

A Sonda Rosetta

Rosetta é uma sonda espacial construída e lançada pela Agência Espacial Européia (ESA) com a missão de encontrar-se no espaço e fazer um estudo detalhado do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, que viaja entre as órbitas da Terra e de Júpiter. Ela integra o conjunto de missões Horizon 2000 da agência espacial e é a primeira sonda construída para orbitar e pousar num cometa.

49811F23-6491-4EBC-B8D8-E19780E2D77D

Enquanto o robô Philae realiza seu último trajeto em direção à superfície do cometa 67P/Churiómov-Guerasimenko, você pode deleitar seus ouvidos com a melodia MISTERIOSA, vinda do corpo celeste, que a sonda espacial ROSETTA conseguiu detectar. Trata-se de um som emitido entre as frequências de 40 e 50 mil hz (o ouvido HUMANO consegue captar apenas os sons entre 20 e 20 mil hertz).

“Isso é muito emocionante porque é completamente novo para nós. Não esperávamos por isso e agora estamos trabalhando para entender a física do fenômeno”, afirmou o pesquisador principal do projeto, Karl-Heinz Glassmeier.

Não deixe de ouvir a melodia estranha e enigmática vinda do espaço. Prepare os ouvidos!