São misteriosas luzes, em tonalidades brancas e amarelas, que normalmente aparecem durante o inverno no vale de Hessdalen, na Noruega. Por conta disso, este fenômeno tem atraído a atenção de ufólogos do mundo todo, que acreditam tratar-se de OVNIs. Os cientistas, por outro lado, consideram que as luzes incomuns podem ser formadas por uma “bateria” natural enterrada no subsolo, criada por minerais metálicos que reagem com um rio sulfuroso que passa por eles.

O Início da Observação 

No início da década de 40 existem relatos de aparições de luzes incomuns no vale, porém essa atividade se intencificou entre dezembro de 1981, até o verão de 1984, foi considerado especialmente a época de alta atividade destes fenômenos, onde as luzese foram observadas 15-20 vezes por semana. Desde então a atividade diminuiu, e agora as luzes são observadas 10-20 vezes por ano. Entretanto até hoje estas luzes são um mistério.

As Cores 

445507DD-2404-47DB-A68F-E45691484CB3

As cores predominantes  destas luzes, e seus comportamento variam, e por isso foram classificadas em três grupos, de acordo com suas características.
O grupo um, é composto pelos flashes brancos e azuis, pequenos e fortes, que aparecem em qualquer lugar do céu.
Já o grupo dois, engloba as luzes brancas e amarela de diferente formas (circulares, ovais e cilíndricas), e que normalmente ficam parados por quase uma hora no mesmo lugar e movimentam-se lentamente, e repentinamente aceleram.
No grupo três, estão as luzes que são vistas ao mesmo tempo, com distâncias que fazem parecer que são o mesmo objeto, e que se movem lentamente sobre as montanhas.

 

 

O Fenômeno Desvendado ou não

 6C14AF5E-B18E-4B72-9365-309BF55E9513
Apesar das investigações, não há explicações convincentes da origem dessas luzes. No entanto, há inúmeras hipóteses:

•Uma explicação atribui o fenômeno a um processo de combustão no ar envolvendo as nuvens de poeira do fundo do vale que contém escândio. (Escândio é um elemento químico com o símbolo e número atômico 21. De cor branco prateado, que historicamente tem sido por vezes classificado como um elemento de terra rara, juntamente com ítrio e os lantanídeos.)

•Alguns avistamentos, porém, foram identificados como equívocos de corpos astronômicos, aviões, faróis do carro, e miragens.

•Alguns cientistas dizem que o fenômeno Hassdalen não é nada sobrenatural e é que mais um sinal que aponta para crescentes pressões sísmicas em placas tectônicas. Eles argumentaram que as enormes energias acumuladas em tensão tectônica, mesmo sem provocarem terremotos, são suficientes para produzir brilhantes formas de luz, (ionizado), na atmosfera acima destas áreas.

• Uma recente hipótese sugere que as luzes são formados por um conjunto de macroscópicas cristais Coulomb num plasma produzido pela ionização de ar e pó, partículas alfa durante deterioração na atmosfera empoeirada.Várias propriedades físicas (de oscilação, a estrutura geométrica, e do espectro de luz) observado em Hessdalen pode ser explicado através do modelo de plasma poeira.

• Outra hipótese explica as luzes de Hessdalen como um produto da piezeletricidade gerado sob cepas específicas de rochas, pois muitas rochas cristalinas incluem quartzo grãos que produzem uma intensa densidade de carga.

 

Conclusão

O mistério s permanece, as luzes até hoje continuam a surpreender os moradores da região, sem uma esplicacao  plausível.