A Rússia também abriga uma, talvez até mesmo mais misteriosa que a norte-americana área 51. É o Cosmódromo de Kapustin Yar, localizado à 100km de Volgogrado, antiga Stalingrado.

A Kapustin Yar foi construída em 1946 pela URSS, que visava o estudo de armas com propulsão a jato. Assim como a Area 51, é uma instalação ultra-secreta, o que levanta diversas hipóteses sobre aquilo que realmente se passa por lá.

57CD9BC2-CA7B-4583-B29C-F7BA2B2BFA52

Desde os anos 50 os Russos  usavam tecnologia nazista, materiais e apoio obtidos da Alemanha, mas em 1947 o primeiro foguete já havia lançado da base, no período da Guerra Fria (1945-1989). É interessante pontuar que Kapustin Yar guardou, lançou e testou onze foguetes nazistas, capturados pelos soviéticos; isso fez aumentar a boataria em torno do lugar.

6448A70A-D98E-4883-8460-4466DAEDB6C5

Numerosos testes e lançamentos de foguetes militares russos, além de satélites e foguetes sonoros também foram realizados no local. De acordo com os dados disponíveis no Arquivo Público da Rússia, Kasputin Yar foi criada para testes de armas com propulsão a jato. Entretanto, ufólogos questionam muitos estranhos acontecimentos ocorridos naquele lugar, ao norte do Deserto de Astrakhan.

 

Segundo historiadores militares, pelo menos cinco testes nucleares de baixa potência foram realizados por lá entre 1957 e 1961; Com a continuação do crescimento e do desenvolvimento, o local se tornou em uma base aeroespacial e serviu nesta função desde 1966 (com interrupção entre 1988 e 1998). Assim, uma nova cidade foi fundada, Znamensk, para apoiar os cientistas que trabalham nas instalações, suas famílias e o restante do apoio externo se estabeleceram no local. Inicialmente, esta era uma cidade secreta, não encontrada nos mapas e inacessível a pessoas de fora, o que aumentavam ainda mais a especulação, a boataria e o sensacionalismo.

 

Em 1948, menos de um ano depois do famoso incidente de Roswell, operadores de radar da base visualizaram um objeto não identificado. Ao mesmo tempo, um piloto de caça voando perto da base teve um avistamento visual de um objeto prata em forma de charuto.

1351E437-C0D3-4344-BDE8-B6CC15794A68

Ele teria relatado que raios emitidos pelos UFO o haviam cegado, o piloto então foi orientado a derrubar com a nave desconhecida. Após três minutos, um míssil trouxe o OVNI para baixo. Sem antes disparar algum tipo de arma de energia no caça com ambos caindo no chão.

 

William J Birnes, editor da revista American UFO, acredita que a nave alienígena disparou uma arma de feixe de partículas na caça soviético, mas um tiro de sorte já que o míssil teria interrompido campo anti-gravidade do UFO, fazendo-o cair do céu.

42494950-2AC4-4A09-BEE5-35BB72A25223

Os destroços do OVNI e do avião foram recolhidos cuidadosamente e encaminhados aos subterrâneos da base, o Zitkhur, supostamente um grande e profundo complexo de 40 metros de profundidade destinado às atividades mais secretas de Kapustin Yar. Extensa documentação teria sido produzida sobre o incidente, mas nada saiu na imprensa, ao contrário do que aconteceu em Roswell, e toda a história permaneceu totalmente ignorada pelo público durante os 50 anos seguintes. Afinal, eram os primeiros e tensos anos da Guerra Fria, com a União Soviética sob o jugo de Joseph Stalin, e qualquer indiscrição de uma testemunha podia custar anos de cativeiro na Sibéria.

06FEA046-DA06-482F-9D9A-A767E940C294

Birnes afirmou que os pilotos MiG foram obrigados a tomar as medidas necessárias para derrubar naves extraterrestres porque Moscou estava desesperado para obter qualquer vantagem sobre os Estados Unidos, a quem eles acreditavam que haviam feito seus grandes avanços devido a engenharia reversa de um disco voador recuperado.

Em 03 de junho de 1960, duas naves alienígenas supostamente cairam em Kasputin Yar, criando uma bola de fogo que causou explosões na vizinhança por mais de uma hora.

0283F558-00E2-43C5-8348-BC47CE1EABDF

Criaturas foram vistas correndo do incêndio e com fumaça saindo de suas roupas. Um deles teria caído no chão e ficado imóvel.

Um dos OVNIs teria destruído três foguetes em suas plataformas de lançamento, enquanto o outro pegou um depósito de combustível.

Todas as atividades e incidentes relativos aos OVNIs na União Soviética foram mantidos por décadas no mais absoluto segredo.

Mas, um dia, a União Soviética e a Guerra Fria acabaram. O governo de Bóris Yeltsin acabou liberando vários documentos, antes secretos, da era soviética, e entre esses documentos, estavam os relatos sobre as atividades de Kapustin Yar e os incidentes com os OVNIs. Dessa forma, o incidente de 1948 foi conhecido pelo público através de fontes oficiais, ao contrário do que ocorreu em Roswell.

Kapustin Yar é, ainda hoje, uma base e um cosmódromo altamente protegido da Rússia. Mantém-se em plena atividade, depois de passar 10 anos num relativo ostracismo, entre 1988 e 1998. Se é verdade que seus subterrâneos abrigam destroços de OVNIs e até corpos de alienígenas, ninguém sabe com certeza. Mas é fato que, depois do incidente de 1948, os soviéticos tiveram um salto tecnológico impressionante em relação às pesquisas com foguetes e naves espaciais, e este salto nunca pode ser satisfatoriamente explicado. Teria sido resultado de engenharia reversa em naves alienígenas?