Os implantes extraterrestres ou implantes alienígenas (termo comumente usado no campo da ufologia) é um suposto objeto físico pequeno, com propriedades de um microchip, que supostamente é colocado no corpo de alguém pouco depois de ter sido abduzido por alienígenas. As habilidades reivindicadas dos implantes variam de telepresença para controle da mente a biotelemetria (semelhante a este último a marcação do ser humano como dos animais selvagens para o estudo).

C94F7080-4F9A-4BD9-AF16-87C5FB046020

Tal como acontece com o fenômeno OVNI em geral, a ideia dos “implantes extraterrestres” é pouco levado com seriedade pela comunidade científica.

DF686B02-F41E-479C-840C-275B60F0C037

Muitas alegações de pessoas idôneas, sem nenhum contato com o tema (Alienígenas),   Outras envolvidas  desconhecem profundamente do assunto, e na maioria dos casos não acreditam na possibilidade de vida fora da Terra, geralmente os implantes são descobertos, em uma eventualidade de precisar de um raios x, por exemplo: Tórax, pulmão, cabeça etc, quando o médico vai examinar, lá está uma pequena partícula de um objeto desconhecido, o que impressiona alguns médicos, geralmente essas partículas estão tão enraizados no tecido humano, que muitas vezes a remoção é bem complicada dependendo do local que se encontra, outra informação que os médicos não conseguem explicar é porque o organismo não combate esses objetos, já que é um corpo estranho, simplesmente eles estão encapsulados no tecido, passando  despercebidos,  convivendo em alguns casos por décadas sem jamais o hospedeiro descobrir.

C0CF0759-1DC4-490D-B88B-A75659DAD6E3.jpeg

Ja foram relatados diversos casos onde dependendo do local, existe sangramento, ou um leve incômodo, quando inicia-se a pesquisa médica onde são encontrados, as pessoas não tem ideia como esses corpos estranhos fora parar ali.

Alguns casos relatados pelo médico Dr Roger Leir

6BA4FD2E-99CF-45E1-AF9F-57ABB9C9AC59

O médico Roger Leir, especialista em podologia, afirmou ter realizado 17 intervenções cirúrgicas nas quais extraiu objetos estranhos, que poderiam ser implantes alienígenas. As pequenas incrustações eram magnéticas, e algumas tinham uma frequência muito alta para sua dimensão. Outros objetos examinados possuíam fragmentos de metais próprios de meteoritos: gálio, germânio, platina, rutênio, ródio e irídio.

7CF97018-EA53-4FB1-9065-30F0CC0B25F4

O doutor em química e física Alex Mosier examinou as amostras com Leir e afirmou ter encontrado fibras muito similares aos nanotubos de carbono, o que sugere que os fragmentos foram desenhados ou fabricados. Ele explica que “essas coisas não poderiam ser encontradas na natureza. Teriam que ser processadas, requerem uma engenharia complexa e não são fáceis de fabricar”. De acordo com Leir, as pessoas das quais esses objetos foram extraídos não possuíam cicatrizes visíveis nem sinais de inflamação, apesar de os raios x mostrarem a incrustação.

Leir faleceu em 14 de março do ano passado, o que interrompeu o aprofundamento de seus estudos. No entanto, embora haja um ceticismo evidente acerca de suas afirmações, muitos acreditam que essa é a prova mais evidente de inteligência extraterrestre já apresentada.

Implantes origem e de que são feitos

132A8501-28C8-42FA-B0B2-8003BC84E477

Os Implantes alienígenas Greys são um fenômeno mundial, ou talvez por zonas localizadas, mas em muitos casos eles são fisicamente detectáveis. Você já notou um objeto estranho depois de um sonho estranho ou paralisia do sono? Pois saiba que implantes alienígenas reais já foram encontrados.
De que são feitos? Muitas vezes “Meteoric Ferro” (com isótopos não-terrestres) com cobalto e quantidades significativas de irídio. Eles têm razões isotópicas que não ocorrem naturalmente na Terra. Um era de uma classe de meteoritos de ferro-níquel chamados hexahedrites. Especulativamente: isótopos mais pesados e ​​podem ter sido formados perto do núcleo galáctico e ou devido à supernovas.
Eles são normalmente irregulares e cobertos com uma casca oleosa e um revestimento duro que impede a rejeição do corpo. Não produzem resposta imunológica. O tecido biológico cresce a partir do metal. Isto foi visto com EDX Microscopia Eletrônica.
Alguns dos implantes emitem sinais de rádio FM de radiação eletromagnética antes da remoção de frequências relacionadas com escalares de 93 MHz, 15 MHz, até mesmo uma frequência utilizada nas comunicações de satélites espaciais. Parecem ter um revestimento de superfície, sensível ao fônons, a fim de retransmitir ondas sonoras. Se você quebrá-los, eles se remontam (Bob Koontz). Há eletrônica de nano tubos de carbono nesses dispositivos não encontrados na natureza (Steve Colbern). Eles parecem ser nano tubos de parede simples. Steve Colbern, cientista químico material, nano-técnico diz que é tecnologia muito avançada para a Terra (e possivelmente encoberta na Terra). Roger Leir menciona que eles são frequentemente encontrados em muitos lugares, não só superficialmente no corpo, mas também perto de ossos. As células nervosas se conectam aos dispositivos! Alguns dos objetos têm fortes campos magnéticos de mais de 10 milligauss.

529F7798-B184-421C-BDE0-5E9FF6478FAC

Cerca de 15% dos abduzidos mostram significativa fluorescente, brilha na área da pele por até 1 mês (detectáveis ​​com UV-A, mas mais com UV-B e UV-C). Detectores de metais, raios-X e medidores de Gauss podem detectá-los no corpo. Mas é claro que com raios-X, é difícil localizá-los, as tomografias podem localizá-los com mais precisão.
Muitas vezes, não há sinais visíveis de entrada. Se os sinais de entrada são detectados logo após um evento de implante eles fecham-se e não deixam nenhuma marca em um dia ou dois. Cerca de 24 implantes já foram recuperados. Alguns têm rômbicas estruturas cristalinas regulares, orto de cloreto de sódio, que são retangulares e variam em tamanho (Steve Colbern). Talvez eles sejam usados ​​para gerar freqüências de rádio escalares (Bob Koontz). Muitas vezes, o cirurgião podiátrico, Roger Leir, tentou removê-los com aço cirúrgico, para evitar o uso do bisturi.

 

Se cerca de 2% da população dos EUA tem vários sinais de abdução é realmente um indicativo de que talvez o número de pessoas implantadas seja, relativamente falando, muito grande. Se isto é real. Quantas pessoas estão sendo implantadas ou monitoradas de outras maneiras por alguém ou algo.