Neith é o nome dado a um objeto avistado pela primeira vez por Giovanni Cassini, que ele acreditou ser uma lua de Vênus.

Em 1672, Giovanni Cassini achou um pequeno objeto perto de Vênus. Ele não escreveu notas sobre o acontecimento, mas quando ele viu o objeto novamente em 1686, ele fez um anúncio formal de uma possível lua de Vênus.

O objeto foi visto por muitos outros astrônomos ao longo de um grande período de tempo: por James Short em 1740, por Andreas Mayer em 1759, por Joseph Louis Lagrange em 1761, 18 observações em 1761, incluindo uma na qual um pequeno ponto foi visto seguindo Vênus durante um trânsito, oito observações em 1764, e por Christian Horrebowem 1768.

63062651-7414-4A45-9F3F-F66A84E4D657

Muitos astrônomos, no entanto, falharam em encontrar qualquer lua orbitando Vênus, incluindo William Herschel em 1768.

Cassini estimou que Neith tinha um quarto do diâmetro de Vênus. Em 1761, Lagrange anunciou que o plano orbital de Neith era perpendicular à eclíptica. Em 1777, J.H. Lambert estimou que seu período orbital era de onze dias e três horas.

Em 1766, o diretor do Observatório de Vienna especulou que as observações da lua eram ilusões ópticas causadas pela luminosidade de Vênus.

Em 1887, a Academia Bélgica de Ciências publicou um papel que estudou cada avistamento de Neith. Foi determinado que a maioria dos avistamentos poderia ser explicada por estrelas que ficaram perto de Vênus vistas da Terra, incluindo Chi¹ Orionis, MTauri, 71 Orion, Nu Geminorum e Theta Librae.

O asteroide 2002 VE68, descoberto em 11 de novembro de 2002 por Brian Skiff, é um quasi-satélite de Vênus.

CA7A3B26-40C7-4807-B2D5-F78ABE24D15D

Destino misterioso
EM 1884 O DIRETOR DO ROYAL OBSERVATÓRIO de Bruxelas, M. Hozeau, sugeriu uma explicação diferente.Analisando os dados de observações recentes, Hozeau concluiu que o objeto não era uma lua de Vênus, mas um planeta em si, orbitando o Sol em 283 dias, e dessa forma aparecendo próximo a Vênus a cada 1080 dias. Hozeau deu ao objeto o nome de Neith, a misteriosa deusa egípcia dos céus, cujo véu nenhum mortal poderia retirar.

Neith a Misteriosa deusa Egípcia 
26BB94AC-2A20-4A95-B3DE-3E938CFB8CCB

Na mitologia egípcia, Neith’ (também denominada de Nit) é a deusa da guerra e da caça, criadora de Deuses e homens, divindade funerária e deusa inventora.

Neith, também chamada Tehenut, é uma antiga Deusa egípicia cujo culto provém do período pré-dinástico, na qual tinha forma de escaravelho, depois foi deusa da guerra, da caça e deusa inventora. Platão afirmou que em Saís, Atena fundia-se com Neith, pelos atributos da guerra e da tecelagem, e tinham um mesmo animal simbólico, a coruja.

Em seu aspecto funerário, é a Deusa protetora dos mortos: quem inventou o tecido (se converte em patrona dos tecedores) que oferece tanto às vendas, quanto o sudário aos mortos.
Três anos mais tarde a Academia de Ciências da Bélgica publicou um longo artigo onde cada observação anterior de Neith era analisada em detalhes.

Algumas de fato acabaram se revelando meras estrelas na “vizinhança” de Vênus. Depois disso apenas um outro artigo foi publicado, em 1892. Foi quando E. E. Barnard relatou um objeto de sétima magnitude próximo a Vênus.

Mas não havia nenhuma estrela na posição apontada por Barnard e ele era um excelente observador. Até hoje ninguém sabe o que ele viu. Poderia ser um asteroide não catalogado ou uma estrela nova de vida curta, que ninguém mais observou. Neith nunca mais foi vista.