A gravitação mantém os planetas em órbita ao redor do Sol.

A gravidade é uma das quatro forças fundamentais da natureza, em conjunto com o eletromagnetismo, a força fraca e a força forte. Na física moderna, a descrição mais precisa da gravidade é dada pela teoria geral da relatividade de Einstein, segundo a qual o fenómeno é uma consequência da curvatura espaço-tempo que regula o movimento de objetos inertes. A clássica lei da gravitação universal de Newton postula que a força da gravidade é diretamente proporcional às massas dos corpos em interação e inversamente proporcionalao quadrado da distância entre eles. Esta descrição oferece uma aproximação precisa para a maioria das situações físicas, entre as quais os cálculos de trajetória espacial.

C42A341F-A926-4FC0-9B17-247A41E499EE

Do ponto de vista prático, a atração gravitacional da Terra confere peso aos objetos e faz com que caiam ao chão quando são soltos (como a atração é mútua, a Terra também se move em direção aos objetos, mas apenas por uma ínfima fração).

4FAB5E77-5AEC-48D4-954D-AA219B463DD3

Do ponto de vista cosmológico, a gravidade faz com que a matéria dispersa se aglutine, e que essa matéria aglutinada se mantenha intacta, permitindo dessa forma a existência de planetas, estrelas, galáxias e a maior parte dos objetos macroscópicos no universo. A gravidade é ainda responsável por manter a Terra e os demais planetas e satélites em suas respectivas órbitas, pela formação das marés pela convecção natural, por aquecer o interior de estrelas e planetas em formação e por vários outros fenómenos na Terra e no universo.

D5D452F9-BEC6-44AD-AC33-25124B4639ED

Leis de Newton

As Leis do Movimento, de Newton foram publicadas no livro “Princípios Matemáticos da Filosofia Natural, ou da Ciência. Conforme a Primeira Leio de Newton: um corpo em repouso permanece em repouso se não é forçado a mudar.

Já um corpo que se move continuará a se mover com a mesma velocidade e no mesmo sentido, se não for forçado a mudar.

A Segunda Lei de Newton a força que atua sobre um objeto é igual à massa do objeto vezes a sua aceleração.

A Terceira Lei de Newton, chamada da Lei da Ação e Reação, estabelece que todas as vezes que um objeto 1 exerce uma força sobre outro objeto 2, este outro objeto 2 vai exercer uma força igual no sentido contrário sobre o objeto 1.

D9035304-1977-414D-80FD-7738DAE04EE3

Assim, as forças não se equilibram porque são aplicadas sobre corpos diferentes.

Lei da Gravitação Universal

A mais extraordinária de suas leis foi a da gravitação universal, quando Newton provou que cada partícula de matéria atrai outras partículas de matéria.

Não é só a Terra que puxa para seu centro a maçã da árvore, mas também a maçã puxa a Terra.

Essa lei aplica-se a todos os planetas. O Sol puxa, ou atrai a Terra, esta atrai a Lua, e a Lua atrai a Terra. Newton mostrou que a força entre os corpos depende de sua massa, assim como da proximidade deles.

Gravidade da Terra

A gravidade é demonstrada pela notação g e o valor aproximado é de 9,80665 m/s². O valor é aproximado porque a Terra não é uma esfera perfeita e há pontos na superfície em que a gravidade varia.

E04886B9-0FA3-45B6-91FA-89DF06BC9DCC.gif

O Planeta Terra não é uma esfera perfeita, nesta simulação como seria a real forma sem os oceanos.

Gravidade dos Planetas

A massa é diretamente proporcional à gravidade. Assim, quanto maior a massa, maior a gravidade exercida. Essa é a lógica para compreender a gravidade dos planetas.

A gravidade também influencia no peso. A força da gravidade faz com que o peso seja alterado de planeta para planeta. Já a massa é constante em todo o Universo.

Gravidade em metros / segundo²
Sol 273,42
Mercúrio 3,78
Vênus 8,60
Terra 9,8
Marte 3,72
Júpiter 24,8
Saturno 10,5
Urano 8,5
Netuno 10,8
Plutão 5,88
Lua 1,67

 

Gravidade na Lua

Como a Lua é bem menor que a Terra, sua força de gravidade também é menor, logo os corpos são atraídos com menor força para a superfície lunar. Na prática significa que lá, esses corpos pesam menos que na Terra.

EFB765FF-CB3C-4E69-9FF5-916F02DDE8CB

A ação gravitacional da Lua e do Sol atua sobre a Terra, associada ao movimento de rotação desses corpos celestes, produzindo movimentos periódicos nos mares e oceanos.

A esses movimentos dá-se o nome de maré astronômica. A periodicidade da maré e sua magnitude variam de lugar para lugar em todo o Planeta.

Curiosidades

1 – Diferentes percepções da gravidade

A gravidade está em toda a Terra, mas a nossa percepção da gravidade pode ser alterada de acordo com as referências visuais, afirma a revista PLoS ONE, em uma pesquisa publicada em abril de 2011. As pessoas tendem a ter uma percepção maior em relação a objetos que caem quando estão sentadas na vertical do que quando deitadas de lado. Isso quer dizer que a noção de gravidade pode ser menor em determinadas condições visuais e influenciadas pela orientação do corpo. Isso pode ajudar inclusive os astronautas a lidarem melhor com a microgravidade espacial.

2 – Vida no espaço

Os astronautas aparecem também por aqui. No espaço, a ausência de gravidade faz com que os músculos e ossos se atrofiem, além de causar perda da massa óssea. Segundo a NASA, um astronauta pode perder 1% da massa óssea por mês no espaço.

astronautas

Quando retornam à Terra, os astronautas precisam readaptar seu corpo e mente para se recuperar. A pressão arterial no espaço é menor, e na Terra ela precisa voltar ao estágio normal. Em 2006, por exemplo, o astronauta Heidemarie Stefanyshyn-Piper entrou em colapso durante a cerimônia de boas-vindas. Ele tinha chegado de uma missão da Estação Espacial Internacional no dia anterior.

3 – A gravidade muda seu peso

Seu peso pode mudar de acordo com a gravidade! Na Terra, dificilmente a oscilação gravitacional será tanta que causará uma diferença real, no entanto, em Plutão, mesmo saindo da categoria de planeta, a gravidade é tão baixa que uma pessoa de 68 kg pesaria cerca de 4,5 kg por lá. Já em Júpiter, com uma gravidade duas vezes e meia maior que a da Terra, a mesma pessoa teria 160,5 kg.

Entre o planeta mais propenso a ser visitado pelos humanos está Marte, e no planeta vermelho a gravidade é apenas 38% da encontrada na Terra. Neste caso, a mesma pessoa com 68 kg teria 26 kg por lá.

A78CBC2B-1B9B-4FF4-B655-8543054A1A2B

4 – Gravidade irregular

Em menor escala, mas a gravidade na Terra também pode oscilar de um lugar para outro. A massa do planeta não é distribuída regularmente formando uma esfera perfeita, e essa desigualdade resulta em gravidade irregular.

Um dos locais com essa alteração é Hudson Bay no Canadá, onde a gravidade é menor que em outras regiões. Segundo um estudo de 2007, essa oscilação é causada pelo derretimento de geleiras. Como a gravidade é proporcional à massa da região, o degelo resultou em um local onde a gravidade é um pouco menor que em outras áreas do planeta.

5 – Super bactérias

Um estudo de 2007 da revista Proceedings mostrou que algumas bactérias podem se tornar mais perigosas no espaço, ou no caso da microgravidade. Um exemplo é a salmonela, frequentemente ligada à intoxicação alimentar. Na falta de gravidade, a bactéria apresentou mudanças em 167 genes e 73 de suas proteínas.

Um teste feito em ratos mostrou que ao serem alimentados com salmonela sem gravidade, os animais ficaram doentes mais rápido, mesmo consumindo uma quantidade menor da bactéria.