Em documento, agência americana afirma ter herdado da KGB, serviço secreto soviético, as informações sobre a ofensiva extraterrestre

Em um documento bombástico, com informações herdadas da finada agência de serviço secreto soviética KGB, a CIA expôs um ataque alienígena que teria convertido soldados russos em pedra. A chocante revelação tomou a comunidade ufóloga de assalto, enquanto especialistas discutem os possíveis desdobramentos dessa descoberta.

As informações contidas nele foram previamente apuradas pela KGB e absorvidas pela CIA em 1991, após o fim da Guerra Fria e da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

6507960A-1F1B-4D55-8B01-98C086F0D509

Segundo a CIA, esses documentos herdados da KGB também contêm fotografias e relatos sobre o estranho evento. Na descrição da agência soviética, uma aeronave em formato não-convencional sobrevoou um território militar russo na Sibéria e foi prontamente abatido pelos soldados.

O OVNI caiu e dele saíram cinco pequenos humanoides, com “cabeças enormes e largos olhos escuros”.

As  testemunhas que sobreviveram ao ataque afirmaram que as criaturas extraterrestres se soltaram dos destroços, se aproximaram da base militar e “se fundiram em um único ser de formato esférico”

Essa esfera emitiu um brilho branco e cresceu de tamanho, explodindo e emitindo uma luz ainda mais clara e ofuscante. Nesse mesmo instante, 23 dos soldados que assistiam perplexos ao estranho fenômeno foram transformados em pedra. Apenas dois militares se salvaram, protegidos por uma sombra que os encobriu da luz letal extraterrestre.

Os restos do OVNI e os soldados petrificados foram levados para um centro de estudos em Moscou. Especialistas assumiram que os homens foram vítimas de uma energia ainda desconhecida na Terra, que transformou seus complexos organismos vivos em calcário Um representante da CIA adicionou: “Se os arquivos da KGB correspondem à realidade, esse é um caso extremamente ameaçador. Os aliens possuem tecnologia que vai além da nossa presunção. Eles podem cuidar de si mesmos ao serem atacados”.

C91D5D27-3F19-40A4-B89D-E96AB30D9FF9

As datas do ataque foram censuradas no documento oficial. Essa é uma das raras ocasiões de envolvimento público de agências governamentais em casos de ufologia. Estaria a verdade ficando clara demais para continuar sendo ocultada?

Já esse documento vazado, nunca aceito como oficial pela CIA, revelaria a existência de uma sociedade antiga alienígena em Marte e as causas de sua extinção. Confira a seguir!.

O vazamento de um chocante documento supostamente feito pela CIA revelaria a existência de seres alienígenas em Marte e as causas de sua extinção. Os arquivos ainda revelam que os humanos seriam derivados dessa raça marciana, segundo apuração do tabloide britânico Express. Os dados teriam sido coletados como parte do projeto “Stargate”, uma operação secreta entre a CIA e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

O projeto visava o desenvolvimento de armamentos com tecnologia alienígena recém descoberta. Durante as pesquisas, realizadas entre 1978 e 1995, outras incríveis descobertas foram realmente verídicas. A mais importante e chocante delas, a de que uma civilização alienígena viveu em Marte, bilhões de anos atrás. Os documentos contam como os marcianos viveram em uma sociedade semelhante a nossa. Até que o planeta teve um colapso ambiental e extinguiu toda a raça extraterrestre.

Essas informações, se comprovadas verdadeiras, tem o potencial de chocar as estruturas da ufologia para sempre.