Nossa ciência é ainda muito precária em conhecer a biologia universal. Tempos atrás, isso quer dizer, alguns anos atrás – veja bem, não faz tanto tempo assim – achávamos que toda vida existente tinha uma característica comum: a base de carbono. Então os cientistas descobriram algo inusitado na cratera de um vulcão: uma bactéria que tem em sua base estrutural não o carbono e sim o arsênio. Depois desse evento, vários outras teorias surgiram com moléculas como silício, que também poderiam formar ligações semelhantes ao carbono.

8A4C6820-4650-4CB7-9BA9-995226366324

 

Entretanto, nenhuma idéia foi mais radical do que a apresentada no estudo científico do Dr. Santilli, físico nuclear italo-americano, que publicou um artigo falando sobre entidades invisíveis aos nossos olhos que vivem em nossa atmosfera e seriam feitos de anti-matéria. Dr. Santilli inventou um telescópio que leva o seu nome, que diferente dos  telescópio convencional (tipo Galileu) que usa uma lente convexa para focalizar a luz, um telescópio Santilli tem lente côncava para focalizar a “anti-luz”. Através de seus estudos, Santilli deduziu que a anti-matéria tem suas características totalmente oposta a matéria. Uma delas, a refração de luz, termina por ser totalmente oposta na anti-matéria: ela absorve toda a luz e por fim, tudo que é feito de anti-matéria torna-se invisível aos nossos olhos.

D95304B4-F881-4AB6-A899-93C548253654

O físico, entendo isso e apontando seu telescópio para o espaço, terminou descobrindo seres, dotados de inteligência(julgamento que tomou após observá-los e ver seu comportamento e movimento), que viveriam na atmosfera do nosso planeta.

Embora não seja possível vê-los por completo dado pela deficiência do telescópio em revelar esses seres, Santilli deu aos religiosos motivos de sobra para “tentar” fundamentar cientificamente suas idéias: muitos deles acreditam que esses seres de anti-matéria são os ditos “demônios”.

Não sabe também se esses seres vivem apenas na atmosfera do planeta, porém, até o momento os estudos de Santilli não apresentaram sua presença na superfície.