O incidente que abalou o Sistema Solar no passado não ocorreu por ignorância ou desobediência da civilização maldequiana, como apregoam algumas versões.

A existência de um cinturão de asteróides no espaço orbital entre Júpiter e Marte intriga os cientistas da Terra. De acordo com os seres multidimensionais, esses pedaços de rocha (alguns com centenas de quilômetros de diâmetro) que flutuam no Sistema Solar pertenceram ao planeta Maldek, que explodiu devido a um desastre nuclear causado por sua civilização.

Os maldequianos eram um adiantado povo que havia desenvolvido tecnologias de obtenção de energia pela desintegração do átomo. Por meio de instalações atômicas, conseguiam controlar o próprio clima planetário. Problemas com uma dessas usinas, montada sobre um selo magnético (chacra) de Maldek, causaram uma reação em cadeia que terminou por desintegrar o planeta.

A explosão repercutiu por todo o Sistema Solar e causou estragos nos planetas vizinhos. Marte perdeu suas luas, e as Inteligências Superiores tiverem de ajudá-lo a estabilizar-se formando os satélites Fobos e Demos. A Terra também foi tirada de seu equilíbrio.

A história de Maldek é conhecida nos meios ufológicos e esotéricos e freqüentemente recontada com o acréscimo de mitos e de julgamentos que a distorcem, imputando aos maldequianos a fama de desobedientes e inconseqüentes. Mas, a visão de seres muito evoluídos sobre os acontecimentos naquele planeta é bem diferente. 

“Não existem acidentes, como a destruição de um planeta, de que a Luz Divina não tenha conhecimento”, afirma Anfaten, de Andrômeda. “O acontecimento que se deu foi baseado em um conjunto de circunstâncias anormais para a civilização de Maldek”. A seguir, Anfaten dá uma visão mais abrangente do episódio.

A civilização precisava de maiores espaços para o cultivo de uma série de microorganismos que constituíam a base do sistema alimentar dos seres de Maldek. O controle do ecossistema era vital para eles.

Ao iniciarem a manipulação atômica, já sabiam do risco que iriam correr. Assim, suas crianças foram levadas para outro planeta de nome Aldeyat, bem distante do seu Sistema Solar. Sabiam do perigo que corriam em Maldek, mas tinham necessidade do controle sobre as condições do meio-ambiente. Precisavam disso para conseguir alimentos em larga escala. 

Portanto, foi um ato medido e conseqüente. Aqueles que queriam evacuar o planeta tiveram autorização para se ausentarem, com a condição de se encarregarem do cuidado com as crianças.

Não é fato que a espiritualidade olha por vocês? Então, como iria deixar acontecer um acidente dessa envergadura, sem nenhuma ajuda? Quando aconteceu o afundamento de Atlântida, na Terra, também estava tudo programado. Todos que lá estiveram tinham motivos para serem participantes daquele processo de destruição.

Depois da explosão, aqueles de Maldek que se ausentaram decidiram reingressar ao Sistema Solar. Com não possuíam mais sua casa, tentaram adaptar-se a Júpiter e a Marte. Em Júpiter, não foram bem aceitos. Em Marte, conseguiram alguma coisa. Tiveram até a boa vontade de construir algumas pirâmides no campo físico daquele planeta, porém, mais uma vez, encontraram dificuldades. Cansados de tanta batalha, dirigiram-se para o planeta Terra e conseguiram se misturar com os terráqueos.

Infelizmente, esses seres sofreram uma degeneração no complexo biológico sutil quando estiveram fora do seu Sistema Solar. Tiveram de sair da galáxia de forma muito rápida, foram expostos a velocidades interdimensionais e isso causou o rompimento do complexo biológico sutil. Certas características da chamada de Síndrome de Down, que surge em alguns seres da Terra, são as dos que haviam saído de Maldek.


Existem estudos que falam das pessoas com Síndrome de Down como originários de um planeta intermediário, mas, na verdade, eles são as crianças de Maldek.Já os adultos que as acompanharam na retirada sofreram em demasia com a viagem e seus circuitos elétricos se oxidaram, o que provocou até, em alguns casos, a destruição parcial de suas atividades cerebrais.

Por isso, saíram de lá e decidiram reingressar na galáxia, procurando um ponto próximo de Maldek para salvar suas crianças. Por esse motivo, esses seres aqui, no seu planeta, têm uma vida física mais curta. Vocês podem verificar o adiantamento espiritual deles já que, após a desvestidura do veículo físico, poucos se comunicam com os pais, pois já estão em esferas superiores.