Está cientificamente comprovado que, em um passado remoto, Marte tinha um clima semelhante ao da Terra. Teve oceanos, rios e por um longo período abrigou uma grande diversidade de formas de vida.

No entanto, uma explosão termonuclear varreu toda a civilização marciana, destruiu a biosfera e a transformou na rocha árida do deserto que é hoje. Mas quem causou essa explosão? Qual seria a razão ?


A destruição da vida em Marte: quem foi o responsável ?
John E. Brandenburg, MD, do Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica, é o principal cientista de propulsão da Orbital Technologies Corporation em Madison, Wisconsin, além de ser conhecido como escritor e pesquisador em Marte.

Brandenburg descobriu evidências de 2 grandes explosões nucleares em Marte.  Uma delas aconteceu ao norte de Cydonia e a outra nas Galáxias do Caos.  Artefatos arqueológicos podem ser encontrados em ambos os lugares, talvez até o que causou a explosão possa ser encontrado.

Em 2014, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos analisou seu trabalho. Um ano e meio depois, o Pentágono deu-lhe permissão para apresentar sua pesquisa no AIAA Space 2016, na Califórnia.


Foi nessa conferência que ele declarou que essas explosões tinham como objetivo aniquilar deliberadamente a vida marciana.
Brandenburg explicou que há uma alta concentração de Xenon-129 na atmosfera, também há Krypton-80 e uma abundância de urânio e tório na superfície. Algo que não tem relação com meteoritos.

Evidência de radiação em solo marciano

A primeira vez que houve evidência de explosões termonucleares em Marte, foi da Rússia. No entanto, não foi até o Mars Odyssey e seu espectrômetro de raios gama, que a trilha de radiação pôde ser vista na superfície marciana.

Isso só pode significar que o local testemunhou eventos radiológicos massivos que criaram grandes quantidades de isótopos distintos e cobriram a superfície com uma fina camada de detritos radioativos.

Este é um dos principais fatores que levaram os pesquisadores a sugerir que Marte teve uma civilização desenvolvida e que tragicamente chegou ao fim.


Isso levou muitas pessoas a se perguntarem: o destino da humanidade na Terra poderia ser o mesmo?
Muitas teorias, profecias e análises apontam para uma possível catástrofe nuclear como destruidora da humanidade.

Poderíamos repetir o destino da civilização marciana? Obviamente, ainda temos um longo caminho a percorrer para descobrir o que realmente aconteceu em Marte e por que, se existiram, os marcianos chegaram ao seu trágico fim.