Na noite de 20 de outubro de 2021, teve início a erupção de um dos maiores vulcões do mundo, o vulcão Aso. Ele está localizado na ilha de Kyushu, no sudoeste do país.

A coluna de fumaça e cinzas atingiu uma altitude de 3.500 metros. Uma ejeção de pedras vulcânicas a uma distância de um quilômetro foi registrada e os meteorologistas alertam para o perigo de rochas serem lançadas e fluxos piroclásticos até dois quilômetros de distância.

O nível de perigo também foi elevado para o terceiro de cinco possíveis, o que significa a proibição de se aproximar e escalar a montanha.

Sabe-se que o vulcão Aso consiste em uma cadeia vulcânica, em que uma das mais ativas é Nakadake.  Durante a erupção de 1953, 90 pessoas ficaram feridas.  Em 1958, a erupção matou 12 pessoas e, em 1979, durante outra erupção explosiva, 3 pessoas morreram.

A largura máxima da Ilha Kyushu é de 200 quilômetros, enquanto o diâmetro médio de uma pluma do manto na Terra é geralmente de 500 quilômetros. Portanto, podemos pensar com segurança que a ilha parece estar saltando sobre uma lenta fonte de lava e todos os vulcões ali são alimentados por uma pluma, em particular, ela alimenta a caldeira de Aira.

Formalmente, são como duas caldeiras separadas de aproximadamente o mesmo tamanho, mas ficam na mesma pluma de manto, que em momentos diferentes criava dois orifícios de ventilação diferentes na ilha. Além disso, a pluma sob a ilha de Kyushu e a pluma que aquece Yellowstone podem estar de alguma forma incompreensivelmente conectadas, todos os processos estão sincronizados.

Como resultado do acima, estamos falando agora sobre a ativação de algum sistema de manto gigantesco. O resultado da inclusão de Aso pode ser um grande terremoto ou mesmo uma erupção vulcânica em algum lugar dos Estados Unidos, pois a pluma de Yellowstone começa em algum lugar no território do Oceano Atlântico e, curvando-se para o nordeste, passa sob a Califórnia.

Já há um mês uma erupção nas Ilhas Canárias com o vulcão Cumbre Vieja. As autoridades locais afirmaram que esta erupção não tem fim à vista.

Portanto, a intensificação da atividade do manto na região de Ayra pode indicar o fato de que o mundo agora entrou no período de mudança do pólo, previsto por Edgar Cayce, o profeta adormecido. Ele não citou a seqüência exata de catástrofes, no entanto, Japão, Itália e Canárias aparecem na vanguarda de todas as opções.

Cayce acreditava que uma mudança repentina no clima levaria à morte de cidades. No norte, ficará mais quente, os trópicos se formarão lá.

“Samambaias crescerão em todos os lugares”, disse Edgar. “Águas abertas aparecem na porção norte da Groenlândia e haverá mais terras no Caribe. A maior parte do Japão desaparecerá sob as águas e a Europa será completamente transformada. ”


Devido à mudança dos pólos, a Terra terá mais probabilidade de sofrer desastres naturais como terremotos, inundações e erupções vulcânicas. Além disso, os cientistas acreditam que os eixos da Terra já mudaram no planeta no passado. Por causa deles, toda a Terra pode mergulhar em uma longa idade do gelo.

Em breve postarei as fantásticas previsões de Edgar Cayce