Em 2019, Jalil Najafov, fotógrafo, cineasta e conservacionista de tubarões, avistou o tubarão nadando perto de seu barco enquanto explorava as águas costeiras do México com seus amigos.

Olhando mais de perto, eles ficaram chocados ao ver a marca de uma mordida gigante…

Fiquei muito surpreso, pois nunca tinha visto nada parecido em minha vida,

disse Najafov à CNN.

O fotógrafo mergulhou no oceano com sua câmera subaquática GoPro7 para obter uma imagem clara do grande tubarão branco com a mordida.

Infelizmente, Najafov perdeu o cartão de memória que armazenava as imagens do tubarão, então ele só conseguiu compartilhá-las quase dois anos depois.

Tenho trabalhado com tubarões e conteúdo sobre tubarões há muitos anos; tenho muita experiência nessa profissão

Eu sei com certeza que quando vejo algo estranho, nunca vi uma cicatriz de tubarão tão grande.

Depois de compartilhar a imagem no Instagram, a misteriosa mordida levou muitos internautas a especular que ela poderia ter vindo de um megalodonte, uma espécie antiga e enorme de tubarão que viveu há milhões de anos.

O megalodon é considerado um dos maiores e mais poderosos predadores que já existiram, e alguns cientistas acreditam que ele se pareceria com um grande tubarão branco.

Os fósseis mais comuns que os arqueólogos encontraram são os dos dentes das criaturas pré-históricas, que são maiores do que os dentes de qualquer tubarão que eles já tenham visto.

Isso implica que o megalodon é muito maior do que qualquer tubarão hoje. Para entender a origem das mordidas, Najafov pediu a opinião do Dr. Tristan Guttridge.

Eu descartaria o acasalamento provavelmente devido à posição, já que a ferida parece ter cicatrizado um pouco e embora as cicatrizes de acasalamento possam ser feias, elas são mais superficiais do que isso,

disse o Dr. Guttridge, que lidera a organização marinha sem fins lucrativos Saving the Blue.

Diferença entreguem dente do Megalodon e de um grande tubarão branco

Para mim, a forma provavelmente indica uma mordida de outro tubarão; parece um pouco extremo para defesa, mas é um grande tubarão em si, então é a predação de outro tubarão.

Por sua vez, outro pesquisador, Michael Domeier, acredita que se trata de uma agressão competitiva.

Fico ouvindo pessoas (colegas) descreverem esse tipo de coisa como agressão territorial, mas esses tubarões altamente migratórios não têm um território tradicional,

revelou Domeier.

Mas eles não toleram membros da mesma espécie, exceto nos raros casos em que parece haver algum vínculo social entre certos indivíduos (documentado no Sul da Austrália). Essa cicatriz vai sarar a ponto de não ser uma boa marca registrada.

Fico ouvindo pessoas (colegas) descreverem esse tipo de coisa como agressão territorial, mas esses tubarões altamente migratórios não têm um território tradicional,

revelou Domeier.

A Mordida

Mas eles não toleram membros da mesma espécie, exceto nos raros casos em que parece haver algum vínculo social entre certos indivíduos (documentado no Sul da Austrália). Essa cicatriz vai sarar a ponto de não ser uma boa marca registrada.