O rover Perseverance observou Fobos, uma das luas do planeta vermelho, passar na frente do Sol, do ponto de vista da Cratera Jezero em Marte.

A Perseverance usou seu sistema de câmera Mastcam-Z de alta resolução com filtros solares especiais para gravar o eclipse. Segundo a NASA, este é o resultado é a observação mais ampliada e com taxa de quadros mais alta de um eclipse solar de Fobos já feita da superfície marciana. Os detalhes impressionam tanto que é possível ver até mesmo as manchas solares.

“Eu sabia que seria bom, mas não esperava que fosse tão incrível”, disse Rachel Howson, da Malin Space Science Systems em San Diego, um dos membros da equipe Mastcam-Z que opera a câmera.

O incrível eclipse ocorreu em 2 de abril de 2022 (data da Terra, é claro) e no dia 397 dia marciano da missão. O eclipse durou pouco mais de 40 segundos. Isso significa que este vídeo está muito próximo do que Perseverance testemunhou em tempo real. 

Não é a primeira vez que esse registro foi feito. Em 2004, os rovers gêmeos, Spirit e o Opportunity, registraram eclipses de Fobos e Deimos. Em 2019, o rover Curiosity filmou eclipses das luas de Marte.

O tempo que leva para Fobos eclipsar o Sol é muito menor do que um eclipse solar típico envolvendo a Lua da Terra, já que Fobos é cerca de 157 vezes menor que a nossa própria Lua.

Eclipses solares em Marte permitem investigar a composição química do interior do planeta vermelho. Por exemplo, à medida que Fobos orbita Marte, as forças de marés acabam puxando o manto e a crosta do planeta, ao mesmo tempo, a gravidade de Marte irá mudar a órbita de Fobos.

Estas mudanças sutis em sua órbita podem apontar o tipo de material de que são feitos, dependendo da resistência de Marte em relação às forças de Marés de Fobos.

Os cientistas já sabem que Phobos está condenado: a Lua está se aproximando da superfície marciana e está destinada a colidir com o planeta em dezenas de milhões de anos. Mas as observações de eclipses da superfície de Marte nas últimas duas décadas também permitiram aos cientistas refinar sua compreensão da lenta espiral da morte de Fobos.