E se nosso planeta fosse repentinamente confrontado com uma grande ameaça, ultrapassando nossas fronteiras, ideologias, raça ou credo?

Jacco van Loon, um astrofísico e diretor do Keele Earth and Space Observatory no campus da Keele University, Inglaterra, alertou que uma espécie avançada de alienígenas poderia facilmente ver os humanos como uma ameaça e nos exterminar em consequência.

Em um artigo publicado no portal de notícias The Conversation, o professor Van Loon explica que os primeiros sinais de vida em nosso planeta surgiram há cerca de 3,5 bilhões de anos, mas o Universo existe há mais de 10 bilhões de anos.

Jacco van Loon

Se aceitarmos a teoria de que a vida não é exclusiva da Terra, é extremamente viável que algo veio antes de nós e é muito mais avançado, assumindo que esses alienígenas seguiram a mesma trajetória da vida na Terra.

E a julgar pelo passado da humanidade, uma espécie mais avançada tecnologicamente muitas vezes não leva em consideração civilizações que não são tão avançadas na escala de tempo tecnológica, como quando os europeus encontraram nativos americanos e quase os extinguiram para conquistar o Novo Mundo.

O astrofísico explica por que os alienígenas ainda não entraram em contato com a Terra, eles podem considerar os terráqueos uma espécie primitiva, e acrescenta que uma espécie avançada poderia nos matar facilmente.

Os alienígenas podem estar interessados em nosso planeta”,

Explica

A Terra tem as condições perfeitas para a vida. Eles podem precisar de outra casa, se por algum motivo – como mudança climática, uma guerra nuclear ou um enorme impacto de asteroide – eles tiveram que deixar seu próprio planeta.

Eles também podem não buscar amizade. Existem muitos exemplos de nossa história de tempos em que os humanos viajaram para algum lugar na Terra e agiram cruelmente, matando ou escravizando as pessoas que viviam lá.

Os alienígenas que se instalam na Terra podem querer que saiamos do caminho deles.

Há outra razão:

Os humanos são predadores que comem outras formas de vida. Os alienígenas também podem nos achar nutritivos ou saborosos.”

No entanto, após este aviso, o professor van Loon também disse que os alienígenas podem não estar interessados em nós, mas isso não significa que não os encontraremos em um futuro próximo.

Por outro lado, pode ser que uma vida como a nossa seja realmente muito comum. Com tantos mundos e civilizações para escolher, talvez ainda não tenhamos chamado sua atenção.

Alguns alienígenas podem nos achar estúpidos, difíceis de entender, muito primitivos para merecer sua atenção ou potencialmente portadores de doenças”,

continua o astrofísico.

As conversas em toda a vastidão do espaço acontecem há muitos anos e viajam ainda mais. Alguns alienígenas podem simplesmente não estar interessados na vida além de seu próprio mundo. Se for esse o caso, poderemos em breve detectar vida alienígena em torno de estrelas próximas por nós mesmos.”

Como podemos ver, mais e mais cientistas estão alertando sobre a possibilidade de uma invasão alienígena a qualquer momento.

E esperemos que esse cenário catastrófico não ocorra em breve, embora seja preciso lembrar que uma profecia bíblica desconhecida previu esse evento.

O Dr. F Kenton Beshore, que era o ex-presidente da Sociedade Bíblica Mundial, fez uma série de previsões antes de sua morte em 2016.

Ele afirmou que o início do fim do mundo será desencadeado em 2022, e a segunda vinda de Cristo ocorrerá em 2028, após sete anos do período da tribulação.

Ele acrescentou que o aumento do número de desastres naturais em todos os cantos do planeta também é um indicativo de que o ser humano está passando pelo fim dos tempos.