O assunto, por mais surreal que pareça, tem muitos seguidores pelo mundo. E claro, não poderia ficar de fora de nossa coluna “Lendas Beatlemaníacas”!

Desde 1954, quando Hugh Everett III defendeu sua tese a respeito da ideia de universos paralelos, intitulada “Teoria dos Muitos Mundos”, muitas mentes têm estudado o tema. De cientistas à blogueiros, todo mundo fala muito mas a realidade é que todos nós ainda entendemos pouco sobre o assunto.

Contudo, um fato interessante é que a História, mesmo muito antes de Everett ter explicado como funciona essa ideia bizarra, já apresentava uma grande quantidade de relatos de seres humanos que experimentaram algum tipo de viagem interdimensional.

Esse post traz relatos a respeito do tema, pessoas que dizem que atravessaram nossa membrana universal e foram parar em algum lugar além!

Os Beatles continuam a fazer sucesso…. em outra versão do nosso Universo!

Enquanto muitos tentaram recriar o famoso estilo dos Beatles, ninguém foi capaz de igualar a revolução que eles geraram no meio musical.

Hoje, grande parte dos beatlemaníacos lamentam terem perdido os anos 60. Porém, mal sabem eles que existe uma alternativa para ver essa banda ainda tocando e olha que nem estou falando em viagem no tempo: você só tem que viajar para o universo paralelo onde John Lennon e George Harrison ainda não morreram, onde John não conheceu Yoko Ono e o grupo ainda está fazendo sucesso no cenário musical. Simples!

Ah, você acha difícil? Pois tudo que você precisa fazer é perseguir seu cão por um desfiladeiro e encontrar um agente interdimensional. Essa, pelo menos, é a receita de um homem que adotou o pseudônimo de James Richards. Ele afirma que ele estava perseguindo o seu cão através do Canyon de Del Puerto, na Califórnia, em 9 de setembro de 2009, quando tropeçou em uma toca de coelho e bateu com o rosto no chão, ficando inconsciente.

Ao acordar, James relata estar em um quarto, ao lado de uma máquina irreconhecível com um homem que se apresentou como Jonas. De acordo com o estranho homem, durante uma viagem rotineira entre dimensões – sim, ele era um agente interdimensional – ele terminou encontrando Richards inconsciente.

Embora sendo estritamente proibido, ele resolveu usar a máquina para transportar os Richards inconsciente para uma Terra paralela a fim de ajudá-lo!Depois do tremendo choque ao saber que está em outro universo, membranas de distância da sua casa, obviamente a coisa mais lógica a fazer era começar a discutir a cultura pop, o que levou Jonas e Richards ao tema “The Beatles”, uma banda que, impressionantemente existia ambas as dimensões.

Para a surpresa de Richards, nesta dimensão alternativa, todos os integrantes da banda estavam vivos e ainda criando. Sim, a banda continuava a fazer sucesso!

Para provar tudo que disse e ninguém ficar apontando para Richards e dizendo: “Ei, aquele cara é louco”, J.R. trouxe de como lembrancinha de sua viagem: uma fita cassete intitulada “Everyday Chemistry” – cortesia de Jonas – composta por canções dos Beatles que nunca lançadas em nossa dimensão, que J.R. disponibiliza em seu site (que você acessa aqui).

Os Beatles continuam a fazer sucesso…. em outra versão do nosso Universo!

Enquanto muitos tentaram recriar o famoso estilo dos Beatles, ninguém foi capaz de igualar a revolução que eles geraram no meio musical.

Hoje, grande parte dos beatlemaníacos lamentam terem perdido os anos 60. Porém, mal sabem eles que existe uma alternativa para ver essa banda ainda tocando e olha que nem estou falando em viagem no tempo: você só tem que viajar para o universo paralelo onde John Lennon e George Harrison ainda não morreram, onde John não conheceu Yoko Ono e o grupo ainda está fazendo sucesso no cenário musical. Simples!

Ah, você acha difícil? Pois tudo que você precisa fazer é perseguir seu cão por um desfiladeiro e encontrar um agente interdimensional. Essa, pelo menos, é a receita de um homem que adotou o pseudônimo de James Richards. Ele afirma que ele estava perseguindo o seu cão através do Canyon de Del Puerto, na Califórnia, em 9 de setembro de 2009, quando tropeçou em uma toca de coelho e bateu com o rosto no chão, ficando inconsciente.

Ao acordar, James relata estar em um quarto, ao lado de uma máquina irreconhecível com um homem que se apresentou como Jonas. De acordo com o estranho homem, durante uma viagem rotineira entre dimensões – sim, ele era um agente interdimensional – ele terminou encontrando Richards inconsciente. Embora sendo estritamente proibido, ele resolveu usar a máquina para transportar os Richards inconsciente para uma Terra paralela a fim de ajudá-lo!

Depois do tremendo choque ao saber que está em outro universo, membranas de distância da sua casa, obviamente a coisa mais lógica a fazer era começar a discutir a cultura pop, o que levou Jonas e Richards ao tema “The Beatles”, uma banda que, impressionantemente existia ambas as dimensões (é muito sucesso, credo).
Para a surpresa de Richards, nesta dimensão alternativa, todos os integrantes da banda estavam vivos e ainda criando. Sim, a banda continuava a fazer sucesso!

Para provar tudo que disse e ninguém ficar apontando para Richards e dizendo: “Ei, aquele cara é louco”, J.R. trouxe de como lembrancinha de sua viagem: uma fita cassete intitulada “Everyday Chemistry” – cortesia de Jonas – composta por canções dos Beatles que nunca lançadas em nossa dimensão, que J.R. disponibiliza em seu site (que você acessa aqui).